sábado, 5 de dezembro de 2009

LoucuRas





Loucura ou talvez total lucidez
O q é errado talvez seja o certo
Certezas incertas
Concertos desconcertados
Falta algo
Um parafuso quem sabe
É insanidade
É ausência de amor ou excesso dele
É solidão
É branco no preto ou vice-versa
Presença de um medo e ausência de outro
Fugir talvez signifique ficar
Nunca fez sentido e nem tem que fazer
Atitudes estapafúrdias
Palavras sem coerência
Pensamentos sórdidos
O que deve ser?
É dizer algo que não se quer
É amar quem não se deve
É ferir quem não merece


Perdida, totalmente perdida
Nada de compaixão
Só tempo, apenas ele
Uma pessoa absoleta e prolixa
Conclusões e preconceitos
Loucura tudo é
Perfeição machuca que é indevido
Mate-me se for capaz
Afasta a perdição da pobre alma
Faça o melhor
Minta mais
Busque a cegueira para si
O que é certo?
O bom ou mau?
O tolo ou o sábio?
O que vê ou o que fingi que não vê?
Incerteza e mais incertezas
Bobeiras e tolices
Fraquezas humanas
É o que é.




Um comentário:

Mário disse...

Adorei o tema, loucura, palavra que por si só transgride fenômenos meramente humanos...
Abraços,
Mário.